Conscienciologia

A CIÊNCIA CONSCIENCIOLOGIA

Neociência. A Conscienciologia é uma ciência que busca entender quem somos, como evoluímos e qual o propósito da vida humana. Esta abordagem difere da ciência convencional porque considera a existência de outras vidas, outros corpos além do corpo físico e múltiplas dimensões, nas quais a consciência pode se manifestar.

Parapsiquismo. O estudo do parapsiquismo, ou percepções além dos cinco sentidos, é um dos pilares da Conscienciologia. As manifestações parapsíquicas são entendidas como um atributo da consciência,  sem cunho religioso ou místico.

Neoparadigma. Com base na experimentação pessoal, no estudo de vasta bibliográfica internacional e em pesquisas de campo, a Conscienciologia estabelece um novo modelo de produção de conhecimento, o Paradigma Consciencial.

Universo. Para a Conscienciologia, a energia (física e extrafísica) e a consciência (todos os seres vivos) são as duas realidades que compõem o universo.

Corpo físico. A consciência, que somos nós e todos os seres vivos, utiliza um conjunto de corpos para interagir com as outras consciências e com o mundo. O corpo físico, por exemplo, permite a interação com o mundo físico quando seguramos um copo de água.

Corpo energético. Temos corpos que não são físicos, por exemplo, o corpo energético ou energossoma. Várias culturas na história da humanidade indicam algum nível de entendimento sobre as energias extrafísicas. Diversos nomes foram atribuídos a essas energias ou seus efeitos, por exemplo: chi, prana, energia vital e orgônio.

Projeção consciencial humana. Nós, consciências, podemos ter experiências fora do corpo físico e interagir em dimensões além da dimensão física e material, as dimensões extrafísicas. Há vários nomes e referências associados a esse tipo de experiência: experiência fora do corpo, viagem astral ou desdobramento.

Multidimensionalidade. Por esta razão, para a Conscienciologia, a consciência é multidimensional, ou seja, se manifesta e interage com múltiplas dimensões conforme seu padrão energético e investimentos evolutivos. O interessado pode testar esta realidade por si mesmo através da experiência lúcida fora do corpo humano.

Múltiplas vidas. Outro pilar do paradigma consciencial é a Teoria da Serialidade Existencial, ou seriéxis. O corpo físico tem uma existência limitada, definindo uma vida na dimensão física. A consciência, por outro lado, não deixa de existir após a morte do corpo físico. Nós, consciências, seguimos existindo, mas em uma dimensão que não é física, até o momento de renascer, em uma vida física subsequente. Dizer que a consciência teve várias vidas e terá várias outras é dizer que a consciência é multiexistencial.

Evolução. Entender a natureza multidimensional e multiexistencial da consciência permite uma compreensão mais profunda e mais real de nossa existência. A evolução da consciência vai além dessa vida física e inclui a complexidade das experiências em vidas passadas.

Autopesquisa, Autoconhecimento, questionamento, reflexão e experiência pessoal com outras dimensões são elementos catalizadores do crescimento pessoal.

Cientificidade. O estudo de si mesmo, a pesquisa do mundo extrafísico, questões de vida e morte, destino, karma e a vida espiritual são temas frequentemente abordados por religiões, tradicionalismos, misticismos e ocultismos ao longo da história da humanidade. A proposta da Conscienciologia é estudar a consciência de outra maneira: utilizando o método científico e abrindo mão das crenças, dogmas, conceitos sagrados e tradições.

Um princípio fundamental adotado pela Conscienciologia é o princípio da descrença:

 

Não acredite em nada, nem mesmo no que estiver escrito neste site. Experimente.

Tenha suas experiências pessoais.

A Conscienciologia é uma ciência que estuda a evolução da consciência com base no paradigma consciencial.

SAIBA MAIS

CONSCIENCIOLOGIA foi o termo proposto pelo médico e pesquisador brasileiro Waldo Vieira (1932-2015) para definir a nova ciência dedicada ao estudo da consciência, que, dentre outros termos, é aquilo o que se denomina por ego, alma, espírito, essência, eu, individualidade, personalidade, pessoa, self, ser ou sujeito.

Ciência convencional. O paradigma fisicalista predominante na ciência convencional exclui os fenômenos não físicos e adota a teoria que nós, consciências, somos subproduto do cérebro, linguagem ou cultura. Esse paradigma busca explicar o universo e seus fenômenos em termos de matéria e energia física apenas.

Por isso, a Conscienciologia precisa utilizar um paradigma diferente. Isso significa que a base da Conscienciologia é diferente. O paradigma consciencial inclui matéria física e energia física, mas também inclui a consciência e energias extrafísicas, elementos essenciais para compreender o que acontece conosco e ao nosso redor.

ESTOU INTERESSADO. QUAL O PRÓXIMO PASSO?

ARTIGOS, RESENHAS, ENSAIOS E PÍLULAS

Proéxis

As consciexes, quando realizam o Curso Intermissivo, desenvolvem estudos sobre sua próxima vida humana e elaboram uma programação de vida com propósitos estruturados. A proéxis (pro + exis) pessoal é

Leia completo »