Parafenomenologia

O propósito de estudar a Conscienciologia e aplicá-la na prática é poder desenvolver a evoluída condição de perceber de modo apurado aquilo que ocorre nas dimensões com as quais interagimos e atuar de maneira lúcida nas próprias manifestações, de acordo com o conhecimento do que ocorre à nossa volta. Em outras palavras, significa ter conhecimento das interações energéticas a todo o instante, conseguir discriminar consciexes e seus padrões de pensamentos e sentimentos, vivenciar o parapsiquismo e seus fenômenos no dia a dia. Este conceito é conhecido como Autoconscientização Multidimensional (AM). Há muitas vantagens e algumas considerações para a conscin interessada em desenvolver sua AM. Entre as vantagens, é possível destacar as seguintes:

  • Melhor aproveitamento das interações multidimensionais, pois a interação sempre ocorre;
  • Aceleração do amadurecimento consciencial integral ou holomaturidade (maturidade de todos os veículos de manifestação da consciência);
  • Otimização da recuperação das unidades de lucidez ou cons (trazendo à tona aspectos da memória extrafísica);
  • Melhor entendimento do funcionamento do Cosmos, da vida humana e das relações entre as consciências. A pessoa passa a errar menos, a acertar mais e a agilizar seu processo evolutivo;
  • Desrepressão, descondicionamento e autenticidade nas próprias posturas cotidianas, pois entende que na vida cotidiana em geral há companhias extrafísicas;
  • Maxifraternidade, com sincera motivação em ser útil ao serviço de interassistência multidimentional;
  • Otimização do cumprimento da programação de vida, realizada antes de ressomar (renascer);
  • Maior autodomínio consciencial, evitando repetições desnecessárias de vidas anteriores.

Possuem relação estreita com a AM os chamados Estados Alterados da Consciência (EACs). Um estado alterado da consciência, estado xenofrênico ou xenofrenia (do grego, xenos: estranho e phrem: mente) é toda manifestação que saia dos padrões usuais de manifestação na vigília física ordinária, seja induzido por agentes físicos, fisiológicos, psicológicos, farmacológicos ou parapsíquicos. O termo já é usado na medicina há tempos e neste campo de estudo geralmente está associado a alterações na concentração, memória, atenção, julgamento crítico, distúrbios quanto ao tempo cronológico, distorções de percepção e sensação de separação entre a mente e o corpo humano. Uma consciência alcoolizada ou drogada está em um EAC. Da mesma forma, um maratonista que esteja desidratado e com tonturas, também. Contudo, os EACs podem ainda descrever uma série de outros fenômenos conhecidos, tais como o devaneio, a hipnagogia, o sono, o sonho comum, o sonambulismo, o pesadelo, a alucinação, além de diversos fenômenos anímico-parapsíquicos (entre eles a projeção consciente e demais fenômenos da Projeciologia, como a clarividência, a psicometria, a pré-cognição, a retrocognição, entre outros). Tais estados alterados da consciência podem surgir na inspiração científica, na intuição poética e nos êxtases místico-religiosos. Um EAC surge em razão da predominância de um atributo específico da consciência em relação aos demais, geralmente aquele atributo mais desenvolvido. Para detalhar um pouco mais a parte relacionada aos fenômenos parapsíquicos, convém conceituarmos o parapsiquismo. O termo parapsiquismo designa as percepções que se situam além dos sentidos físicos, como por exemplo a visão, audição, tato, olfato, paladar, etc. Um fenômeno parapsíquico é aquele produzido por uma consciência, mas que repercute em outra consciência (por exemplo uma projeção consciente assistida, ou seja, patrocinada por amparador). Por outro lado, um fenômeno anímico é aquele produzido pela própria consciência (por exemplo, uma projeção consciente realizada pela própria vontade). Embora o mediunismo seja considerado sinônimo do parapsiquismo (por algumas linhas de conhecimento), é possível diferenciá-los; o primeiro está mais mais associado à passividade, enquanto o segundo se associa mais ao domínio e lucidez quanto ao fenômeno experimentado. A Projeção Consciente (PC) é um tipo de fenômeno anímico-parapsíquico que consiste na descoincidência lúcida do psicossoma ou mentalsoma da consciência. Pode ser executada através de técnicas (fenômeno anímico) ou pode ser promovida por outras consciências (fenômeno parapsíquico), por exemplo através da atuação de amparadores extrafísicos ou outras conscins projetadas. Quando os veículos de manifestação da consciência se descoincidem, é comum se utilizar o termo “projeção”. O veículo de manifestação pode se projetar parcialmente ou totalmente. Até onde se sabe, pode ocorrer projeção do energossoma, do psicossoma ou do mentalsoma. O energossoma quando projetado não porta a consciência, diferentemente do psicossoma e do mentalsoma. Podemos destacar alguns fenômenos anímicos-parapsíquicos relacionados com a projeção consciente, de maneira direta ou indireta: a experiência de quase morte (EQM), a clarividência, a clarividência viajora, a clariaudiência, a intuição, a telepatia, a precognição, a simulcognição, a retrocognição, a psicografia, a pangrafia, a psicofonia, a telecinesia e a psicometria

    Facebook
    Twitter
    LinkedIn
    Pinterest

    Holossomática

    Segundo a premissa da Holossomática, a consciência possui um conjunto...