Sonho pode ser experiência fora do corpo?

Possivelmente você já teve um sonho que lhe pareceu bem real, mas interpretou apenas como um sonho comum, sem relação com a chamada experiência fora do corpo (projeção astral, viagem astral). Você poderá rever sua interpretação em função do que tem apontado a neociência Conscienciologia sobre sono, sonho e a experiência fora do corpo, pois há vários indícios de que a experiência fora do corpo é real, embora venha sendo interpretada como um sonho.

Experiência pessoal

Meu nome é Domingos e mudei completamente minha percepção sobre a realidade dos meus sonhos após conhecer os estudos da Conscienciologia e experimentar algumas técnicas propostas por essa neociência. Neste blogpost mostro alguns desses estudos que evidenciam uma nova realidade acerca da capacidade de nossa consciência (espírito ou alma) atuar fora dos limites do corpo físico. 

Hoje faço parte de uma equipe de professores e pesquisadores da consciência que são voluntários em mais de 20 instituições educativas sem fins lucrativos espalhadas pelo Brasil e exterior. Nossos pesquisadores já produziram centenas de artigos e livros que têm auxiliado pessoas em diferentes países a promoverem mudanças significativas em suas vidas visando à evolução consciencial. 

Sonho é só um fenômeno físico?

Embora recentemente várias pesquisas tenham esclarecido diversos aspectos relacionados ao sonho, esse fenômeno ainda é considerado pela ciência como algo restrito apenas ao nosso corpo físico. No entanto, um novo olhar sobre o sonho é apresentado pela neociência Conscienciologia, que pesquisa as relações entre sono, sonho e a possibilidade de manifestação em outras dimensões não físicas. 

Pesquisadores americanos já testaram a experiência fora do corpo em laboratório

Relatos de experimentadores acadêmicos já forneceram diferentes evidências sobre o fenômeno da experiência fora do corpo. Por exemplo, na década de 60, o pesquisador estadunidense Charles Tart conduziu um experimento em um laboratório na Universidade da Califórnia com uma sensitiva apelidada de “Miss Z’’, que afirmava vivenciar a experiência fora do corpo. O objetivo do experimento era a identificação, por “Miss Z”, de um número composto de 5 dígitos, o qual foi fixado em cima de uma estante, de modo que seria impossível visualizá-lo diretamente, pois Miss Z ficou deitada e foi monitorada por diversos aparelhos. A experiência foi repetida por quatros noites e, na última, Miss Z foi capaz de identificar o número. 

Charles T. Tart - Ph.D. é um psicólogo e parapsicólogo norte-americano internacionalmente conhecido pelo seu trabalho psicológico sobre a natureza da consciência.

Outros experimentos similares mais complexos também foram realizados laboratorialmente com sucesso, como o dos pesquisadores Karlis Osis e Donna L. McCormick, em 1980, publicado no Journal of the American Society for Psychical Research, 74, com o título “Kinetic effects at the ostensible location of an out-of-body projection during perceptual testing”. Neste experimento o alvo a ser descrito pelo célebre sensitivo Alexander Tanous estava contido num dispositivo de imagem óptica e só podia ser observado de uma localização específica.

Um ponto de vista não material

Embora essas pesquisas acadêmicas possam parecer distante do cotidiano, a vivência de experiências fora do corpo similares são muito mais comuns do que imaginamos. Segundo o pesquisador e propositor da Conscienciologia Waldo Vieira, autor do tratado Projeciologia, quase todas as pessoas passam por isso todas as noites, porém não se lembram dos acontecimentos ou confundem tais acontecimentos com um sonho. Era o que ocorria comigo, pois tinha sonhos bem reais e interpretava-os apenas como sonhos comuns criado pela minha imaginação.

Na obra Projeciologia, Panorama das Experiências da Consciência Fora do Corpo Humano, de Waldo Vieira, foram reunidos conhecimentos baseados em mais de mil referências bibliográficas sobre o assunto, além da experiência pessoal do autor. Nela admite-se que parte de nossos sonhos são experiências de nossa consciência fora do corpo físico, que chamaremos de “projeção”. Estas foram algumas das constatações da obra que impactaram minha visão sobre meus sonhos:

Sonhos diários – se você pensa que raramente sonha é porque não se recorda dos seus sonhos diários, pois pesquisas já demonstraram que todos sonham de 90 em 90 minutos após adormecerem.
Projeções inconscientes e sonhos – ao dormir, nosso corpo sutil (designado psicossoma) desprende-se de nosso corpo físico (designado soma) e assim nossa consciência pode atuar livremente por meio do psicossoma enquanto nosso soma está dormindo. A partir da soltura do psicossoma a consciência passa para o chamado estado projetivo, fora do soma e, é por isso, que nesse estado ocorrem as designadas experiências fora do corpo. Essa experiência pode ser inconsciente, semi-consciente ou consciente, mas na grande maioria dos casos ela ocorre de maneira inconsciente e, por isso, achamos que apenas sonhamos.
Sonho com atuação ativa sinaliza projeção consciencial – no sonho atuamos como espectadores de um filme que ocorre sem nossa participação. Na projeção, nossa consciência atua ativamente no “filme” e tem capacidade decisória nas ações que realiza. Portanto, se no seu sonho você era um elemento ativo e que interagia nas ações como um ator do “filme”, você possivelmente estava em uma experiência projetiva utilizando outro corpo de manifestação de sua consciência.
Raciocínio e capacidade de análise – quando estamos apenas sonhando, nosso raciocínio e capacidade de análise não funcionam adequadamente. Nossa consciência não está alerta para despertar o sentido da atenção. No entanto, no estado projetado nosso raciocínio funciona da mesma maneira quando estamos acordados ou até melhor. Portanto, se em um sonho você utiliza muito bem seu raciocínio e capacidade de análise, provavelmente trata-se de uma projeção.
Sonhos continuados com sequência lógica – um caso especial são os sonhos continuados na mesma noite, em que uma ação sonhada previamente continua em outra sessão do sonho no mesmo ambiente e com uma sequência lógica. Esse encadeamento lógico e coerente somente ocorre em projeções, pois no sonho comum a sequência ocorre sem coerência e lógica, inerentes ao estado onírico simples do sonho comum.
Corpo inerte, mas consciência ativa – o soma fica parcialmente inerte durante o sono, mas nossa consciência desperta e vivencia experiências transcendentes. Dessa forma, podemos aproveitar o período do sono de maneira útil e consciente pela ação de nossa consciência projetada. Ou seja, nesse período, embora seja um período considerado improdutivo sob o ponto de vista físico, podemos realizar uma infinidade de ações úteis com nossa consciência projetada, não havendo, para ela, limitação de espaço nem de tempo.

Minha experiência

Após acessar por acaso essa nova visão apresentada pela Conscienciologia, estudando o tratado Projeciologia de Waldo Vieira, e aplicar diversas técnicas sugeridas pela obra, hoje tenho uma atenção especial sobre meus sonhos e uma visão multidimensional da minha consciência. Uma ferramenta muito útil para mim nessa jornada foi a técnica da projeção consciente através do sonho, que me ajudou a tomar consciência  de que estava projetado dentro do sonho, e a partir daí realizar uma experiência projetiva consciente. 

No início, fiquei tão empolgado que aguardava com anseio o momento do sono para poder aplicar a técnica. Hoje tenho um diário projetivo no qual  diariamente registro minhas experiências projetivas durante o sono, fato conseguido com a ajuda de técnicas de rememoração também trazidas na obra citada. 

Baseando-se no êxito de minha experiência relatada, considero que você também possa trilhar por um caminho similar de modo a ter acesso a uma outra visão de nossa consciência multidimensional e integral. Para isso, indico-lhe o link de acesso gratuito ao livro Projeções da Consciência, onde poderá conhecer o relato de 60 experiências lúcidas para fora do corpo físico, assim como técnicas e dicas para você também se projetar. 

Conheça no vídeo abaixo o relato de uma experiência fora do corpo na qual o irmão encontra a irmã em outro país e confirma a experiência posteriormente:

Feridas e traumas emocionais de outras vidas

Possivelmente você já teve emoções como amor a primeira vista, antipatia a primeira vista, medos intensos e inexplicáveis, sonhos com emoções intensas repetitivos e de conteúdo desconhecido quanto às suas vivências pessoais atuais.

Read More »

Proéxis

As consciexes, quando realizam o Curso Intermissivo, desenvolvem estudos sobre sua próxima vida humana e elaboram uma programação de vida com propósitos estruturados. A proéxis (pro + exis) pessoal é

Read More »

Curso Intermissivo

Até alcançarmos a condição evoluída de Consciex Livre (CL) (descartando o psicossoma e nos manifestando apenas de mentalsoma), passamos ciclicamente pela ressoma, vida humana, dessoma e pelo período entre uma

Read More »